Conheça Vitória 


     Local do evento


             Conheça o local do  evento, a UFES e a cidade de Vitória


LOCAL DO EVENTO: CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E NATURAIS (CCHN)


O congresso será realizado nas dependências do CCHN. O CCHN fica no Campus de Goiabeiras, próximo à sede da ADUFES (Sindicado dos Docentes). As conferências serão no  Auditório do IC2, nas salas de aula do IC3 e do prédio Bernadette Lyra, todos próximos.


www.cchn.ufes.br


Mapa de localização da Ufes (Google Maps)




CONHEÇA A UFES


A Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) é uma instituição autárquica vinculada ao Ministério da Educação (MEC), com autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e que atua com base no princípio da indissociabilidade entre o ensino, a pesquisa e a extensão, com vocação para atuar em todas as áreas do saber.

A UFES foi fundada em 05 de maio de 1954. Possui quatro campi universitários: em Goiabeiras e Maruípe, na capital; no município de Alegre, no sul do Estado; e no município de São Mateus, no norte capixaba. Com uma área territorial total de 4,3 milhões de metros quadrados. Sua infraestrutura física global é de 292 mil metros quadrados de área construída.

A UFES oferece 90 cursos de graduação, com um total de 4.975 vagas anuais. Na pós-graduação possui 47 cursos de mestrado e 16 de doutorado. Possui um quadro de 1.650 professores, 2.500 técnico-administrativos, 20 mil estudantes matriculados na graduação, e 2.500 na pós-graduação. Sua sede administrativa central está localizada no campus universitário de Goiabeiras, em Vitória.

Na pesquisa científica e tecnológica a UFES possui cerca de 600 projetos em curso, e na extensão universitária desenvolve 700 projetos e programas com abrangência em todos os municípios capixabas, contemplando cerca de 1,5 milhão de pessoas.
A UFES também presta diversos serviços ao público acadêmico e à comunidade, como: Teatro Universitário (o maior e mais moderno do Estado), Cine Metrópolis, galerias de arte, Centro de ensino de idiomas, bibliotecas, Planetário e observatório astronômico, auditórios, ginásio de esportes e outras instalações esportivas.


Fonte: Secretaria de comunicação e NPD.
Mais informações no site www.ufes.br 


DISTÂNCIA DE ALGUMAS CAPITAIS

Vitória a Belo Horizonte: 524 Km

Vitória a Brasília: 1.252 Km

Vitória a Curitiba: 1.359 Km

Vitória a Florianópolis: 1.597 Km

Vitória a Goiânia: 1.386 Km

Vitória a Porto Alegre: 2.001 Km

Vitória a Recife: 1.891 Km

Vitória a Rio de Janeiro: 525 Km

Vitória a Salvador: 1.202 Km

Vitória a São Paulo: 957 Km





COMO CHEGAR À UFES


Para quem vem de ônibus: a Rodoviária de Vitória fica na região do Centro da cidade, no bairro chamado Ilha do Príncipe. Da Rodoviária ao Campus de Goiabeiras da UFES, onde ocorrerá o evento, o trajeto é de 10km, aproximadamente, e leva de 20 a 30 minutos de carro, táxi ou ônibus. O ponto de ônibus se situa na saída da Rodoviária, sendo que os ônibus da linha municipal (tarifa R$ 2,40) 121, 161, 122, 123, 124, 162, 163, 184, 164 passam em frente à Universidade.


Para quem vem de avião: o Aeroporto Eurico de Aguiar Salles fica no bairro Goiabeiras, bem próximo ao Campus da Universidade. O trajeto é de 3km, aproximadamente, e leva em torno de 10 minutos. Para pegar ônibus, deve-se atravessar a avenida, ao sair do aeroporto, e embarcar em qualquer linha Transcol (transporte intermunicipal, tarifa: R$ 2,45), ou nos ônibus de número 122 e 163 (transporte municipal, tarifa: R$ 2,40).


Saindo do Aeroporto ou da Rodoviária em direção à Orla de Camburi (onde ficam vários dos hotéis recomendados pela organização), pode-se embarcar em qualquer ônibus que passe pela Avenida Dante Michelini (são também muitas opções).



PONTOS DE TÁXI

Em Vitória, os táxis raramente ficam “rodando” pela cidade; é necessário telefonar para um ponto e solicitar um carro, a não ser que você já esteja próximo a um ponto (como na rodoviária e no aeroporto, que tem ponto de táxi no local). A corrida entre o aeroporto e a UFES fica em torno de R$ 10,00; entre a rodoviária e a UFES em torno de R$ 40,00. É importante pedir que o motorista ligue o taxímetro, caso não o faça imediatamente. Pontos mais próximos à UFES: (27) 3314 1372 / 3314 0003 / 3314 3774 / 3324 0758 / 3325 7925 / 3325 6106.


























































































A CIDADE DE VITÓRIA/ES



UM POUCO DE SUA HISTÓRIA 


Com 462 anos de história, a capital do Espírito Santo faz aniversário no dia 08 de setembro, vivendo um dos momentos mais promissores desde a sua fundação, em 1551. Atualmente, com mais de 300 mil habitantes, esse arquipélago composto por 34 ilhas e uma porção continental, integra uma área geográfica de grande nível de urbanização. Trata-se da região metropolitana, compreendida pelos municípios de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana, Guarapari e Fundão.


A partir da divisão das Capitanias Hereditárias, a Ilha de Vitória, com aproximadamente 93 Km², foi destinada ao capitão Vasco Fernandes Coutinho, assim como todas as demais regiões que compunham a Capitania do Espírito Santo. A escolha deste se deve à coincidência da chegada caravela no dia em que se comemora o fim da festa religiosa do Divino Espírito Santo (23 de maio).


A caravela Glória, que veio de Portugal com uma tripulação de 60 pessoas, chega em 1535. Os primeiros marujos desembarcam na praia de Piratininga, perto do Morro do Moreno, onde surge um povoado com o nome de Vila de Nossa Senhora da Vitória.


Apesar do donatário não perder tempo na ocupação das terras, não foi Vasco Coutinho o fundador de Vitória e sim um dos companheiros dele, Duarte de Lemos. Ele recebe a ilha de Santo Antônio como recompensa pelas bravuras na navegação portuguesa para descoberta de novas rotas marítimas e áreas de exploração mercantil que culminariam no comércio com as Índias.


A vida nos engenhos e povoados, porém, não é fácil. Sofre com a presença constante de corsários franceses e com a hostilidade dos índios goitacás e aimorés. Para resistir melhor aos ataques, a sede da capitania é abandonada e uma nova sede construída na ilha de Santo Antônio com o nome de Vila Nova, em contraste com Vila Velha. Nos dois lugares havia muita tensão naquela época, provocada pela invasão dos portugueses. Numa dessas batalhas, surge o nome de Vitória.


No dia 08 de setembro de 1551 os índios invadem o povoado e, iniciam uma marcha violenta rumo ao centro colonizado. As mulheres, crianças e enfermos são levados para a parte mais alta da ilha, que está mais protegida. Os colonos enfrentam os índios, que são derrotados. Os exploradores portugueses comemoram com uma grande festa. A partir dessa data a ilha passa a se chamar Vila da Vitória. Elevada à categoria de cidade pela lei de 17 de março de 1823, a província passa a ser chamada apenas de Vitória.



SOBRE A CIDADE


Vitória é a capital do Espírito Santo que compõe a região sudeste, juntamente com os Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. A cidade é constituída de 34 ilhas e uma região continental. É uma das três ilhas-capitais do Brasil, assim como Florianópolis e São Luiz, com aproximadamente 93 km² e 1.100 km de costa. Em seu território, 40% de sua área é coberta por morros.


A cidade tem belos manguezais, parques, praças e jardins. No Espírito Santo, é a cidade mais arborizada. São 91 m² de área verde por habitante, distribuídos em recantos de lazer e áreas de preservação ambiental. Ecossistemas que abrigam centenas de espécies de flora e fauna contribuem para a qualidade de vida dos moradores e encantam os visitantes.


Peixes, camarões e siris, preparados em panelas de barro, formam a base da moqueca e da torta capixabas, as principais referências gastronômicas de Vitória. Mas a cidade ainda oferece aos visitantes a chance de navegar por enorme variedade de temperos e sabores, como o colorau e o caranguejo. São dezenas de restaurantes com padrão assegurado pelo Selo de Qualidade da Prefeitura de Vitória, que cultivam e reinventam opções da culinária brasileira e internacional.



Para obter informações sobre pontos turísticos, vida noturna, agenda cultural, entre outras coisas, consultar o site

www.vitoria.es.gov.br/turista


My Image
My Image